Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pensador

Pensador

Besta da Economia

2016-07-04-13-18-05.jpg

Olá a todos!
 
Texto escrito há mais de 1 ano, pelo que peço que entendam alguma desactualização... Se não perceberem vão-se lixar, mas só depois de ler! Ora bem, cá estamos mais uma vez, para comentar uma frase de um génio da economia e das frases socialmente mais sensíveis, que alguma vez ouvi: “Aumentar o salário mínimo, é estragar a vida aos pobres”… Pois… O génio atrás desta bela construção oral, é o economista João César das Neves “A Besta”. Antes de mais, permitam-me corrigir… Não será um génio, pois com os dois ou três reis que tem na barriga, nem que se esfregue a lâmpada com um esfregão de arame, há-de conseguir sair de lá de dentro. 
 
Gostaria de dizer que até não discordo deste senhor, e antes de me começarem a insultar, permitam-me que explique. Com todas as preocupações acerca da Saúde das autoridades mundiais, deixem-me dizer que se as pessoas não ganharem mais, trava-se à partida, o aumento da obesidade. As pessoas que se alimentam bem, normalmente têm mau aspecto e a elegância é coisa que lhes é desconhecida. Vamos então promover a fome, e assim viveremos todos num mundo mais elegante. Este economista de topo diz também que, Portugal vive uma crise demográfica com razões culturais, e não económicas… Mais uma vez aplaudo este senhor, que cada vez que abre a boca, demonstra que afinal não é só na Assembleia, que ouvimos frases bonitas e meiguinhas para com um povo, que afinal está é mal habituado e pelos vistos ainda vive à grande.
 
Gostaria de salientar que para além de demonstrar preocupação com toda uma classe, que pelos vistos é privilegiada, o João César das Neves, devia pedir que os pobres fossem apedrejados e abatidos, pois isso é uma demonstração de carinho puro… Para finalizar em beleza, e porque normalmente quando vamos evacuar, quando pensamos que estamos despachados temos de nos render novamente aos pedidos do organismo, eis que o Joãozinho “cospe” mais uma pérola: “Algo de bom está a acontecer na sociedade portuguesa, mas que isso não é visível”… Não só não é visível, como é uma frase parva… Mas afinal eu não sou economista, sou apenas pobre…
 
Sugiro que deste belo economista, se façam uns sapatinhos para hipopótamos e que depois sejam oferecidos à Popota… Ou vistam-no de polícia, e metam-no de frente para o Jorge Jesus, fica ao critério de cada um. Vou por isso preparar-me para não ter a vida estragada, e para ser apedrejado…
 
Até um dia, se a fome e se o Passos deixarem… E se o Sr. Economista parar com a diarreia verbal.
 
Bem hajam!

 

Estudo de Sexo

2016-10-19-12-13-59.jpg

Olá a todos!
 
Pimba! Fala-se em sexo, e até uma freira de hábito levanta as orelhas! Tudo bem convosco? Aconchegadinhos e quentinhos? Não? Temos pena… 
Estava eu aqui entretido a ler uns artigos, e deparo-me com um que fala de algumas curiosidades sobre o sexo… Interessa-vos? 
Basicamente são as memórias da Marta Leite Castro, mas em tópicos… Vou passar a enumerar:
  
1. Aproximadamente 5% das mulheres são alérgicas ao sémen. (Já nos homens a percentagem é mais elevada… Ligeiramente!)
 
2. Fumar pode encurtar o pénis quase um centímetro. (Isto depende por onde se fuma…)
 
3. A anta é o animal com o maior pénis em relação ao corpo. Ela pode medir em média 2 m, ao passo que seu membro ereto atinge 1,5 m. (Em certos momentos pode ser confundida com o tripé de uma máquina de filmar)
 
4. As mulheres que comem chocolate excitam-se mais: esse doce permite estimulação mais direta das terminações nervosas. (As que comem duas tonelada a cada trinca, estimulam os homens de menos)
 
5. Durante a ejaculação, o sémen atinge a velocidade de 45 km/h. (Pergunto-me quem terá tido a paciência de medir isto)
 
6. O sexo é um tratamento de beleza. (Peço atenção para este ponto por parte da Manuela Ferreira Leite)
 
7. Aproximadamente 8% das pessoas pratica sexo anal regularmente . (O número sobe quando falamos de catequese)
 
8. Durante o beijo, cerca de 40 mil bactérias passam de uma boca para a outra, mas a maioria é inofensiva. A ciência diz que beijar é saudável: exercita uns 30 músculos faciais (Resumindo, beije muito e seja um doente musculado)
 
E depois disto pouco há a dizer. Tirando que quem faz estes estudos pouco sexo deve fazer, e quando o faz, é em nome da ciência!
 
Até mais e partilhem, caso tenham gostado!

 

Bofetadas ao Vento

2016-04-07-14-15-23.jpg

Olá a todos!
 
Deixo mais texto a cheirar a azedo, isto é, foi escrito há uns tempinhos. Mas como gosto de partilhar coisas convosco, cá vai. 
 
E qual é o tema do momento? Pois... Um político que ameaça cronistas com bofetadas, apenas porque sim! Antes de irmos ao tema propriamente dito, o título "Bofetadas ao Vento" é um tributo a um álbum dos Resistência... Porquê? Porque me apeteceu... Olha agora. 
Pois bem, mas parece que o Sr. João Soares anda virado para a violência! Mas também não se exagere, pois uma bofetada é um tipo de açoite... Se fosse uma galheta, um chapadão ou uma lambada, aí sim seria uma coisa séria. Eu meto a bofetada no patamar de "fofura" de uma palmada ou de um tau tau correctivo. Já sei que a componente sexual está bem latente nestes termos, mas sosseguem as hormonas, estamos apenas a falar do contacto físico a nível da raiva de uma das partes para com outra. 
Ao Sr. João Soares apenas digo, que quem escreve pode levar uma "lambadona no focinho" com a força suficiente para uma pessoa mudar de feições, que nunca há-de parar de escrever. 
Liberdade de expressão é uma coisa que ganhámos e de que não abrimos mão. Neste ponto, gostaria de dizer que o Sr. João tem liberdade de expressão como todos nós, daí ter a cara que tem e não ser preso por isso. 
Para concluir e depois de achar que um escritor é sempre um escritor, com ou sem "levar na boca", a única hipótese deste Sr. Soares conseguir apenas atrofiar um pouco qualquer tipo de expressão escrita, seria enviar por correio uma foto sua só de cara para os escritores... Que essa sim, parece que andou a vida toda a levar bofetadas.
 
Bem hajam!
 

 

Pág. 1/5