Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pensador

Pensador

Adoro Animais, Mas Não ao Volante

2019-01-16-16-07-41.jpg

 

Olá a todos!
 
Como vai essa saúdinha? Têm conseguido sobreviver aos vírus potenciados pelos espirros alheios? è mandar abater, que isso passa. 
Eu já me começo a questionar se estará tudo bem comigo, pois pertenço àquela fatia fininha da humanidade, que ainda não caiu na cama. Mas vamos ao que interessa.
 
Lembram-se daqueles videojogos portatéis a pilhas e muito manhosos que existiam nos Anos 80, onde apenas tínhamos de nos desviar de algo ou para a esquerda ou para a direita? 
Das duas uma, ou já são demasiado velhos e foram atacados pelo Parkinson, ou são demasiado novos e consideram que uma antiguidade é a Playstation 2. Fedelhos!
 
Mesmo para quem não conhece o conceito, também não é difícil de o entender a menos que os vossos pais sejam primos e vocês tenham sido gerados com alguma deficiência mental... Hoje estou uma simpatia, eu sei.
 
Para quem conduz diariamente no IC19, sabe perfeitamente do que falo. 
Há mentecaptos que deviam receber um ordenado, de tão profissionais que são em tentar abalroar os outros. Caso não recebam, sugiro que reclamem um subsídio por reforma antecipada dos vossos neurónios.
 
Atravessar diariamente o IC19 é como jogar a um jogo vintage, dos que mencionei anteriormente, na dificuldade máxima. E isto se for num dia sem chuva. Nesses dias, atravessar o IC19 faz-me pensar que Jesus Cristo nos dias de hoje, pagaria os pecados da humanidade a caminho de Sintra em hora de ponta. 
E bem, este é o meu desabafo de hoje.
 
Adoro animais, mas não concordo que estejam ao volante.
 
Bem hajam!
 

Maus Tratos aos Animais

2019-01-14-15-11-45.jpg

 

 
Olá a todos!
 
No fim de semana passado, observei algo que me chocou. Para os que espertos que já estão a imaginar o que terá sido, podem parar com adivinhações à Maya... Não vão certamente adivinhar o que vi. 
Não, não vi nenhum espancamento a um animal, digno de ser considerada uma obra de Mário Machado num cabeleireiro Africano. 
Não, não vi animais demasiado magros com ossos a transparecer, capazes de enviar uma criança etíope para o Biggest Loser... 
E não, não foi nada que faça parte de algum mito urbano que meta cães, armários e manteiga de amendoím.
 
O que me chocou foi ver um cão a passear calçado de sapatinhos de lã! 
A condizer com o casaco, que era tão apertado que a desevoltura que dava ao animal, era ao nível das actuais corridas matinais do Schumacher. 
Há coisas que pertencem a animais e outras que apenas servem os humanos. Calçar o cão com sapatos é como me pedirem para dançar kizomba descalço, em cima de um braseiro...  
Bem sei que muita gente quer ter um animal à sua imagem... Mas não é natural...
 
Isto se não pensarmos que no caso o Cláudio Ramos ter um cão, terão ambos a capacidade de lamber testículos.
 
Bem hajam e não maltratem os animais.
 

Que Nem Pinguins

2017-01-11-12-25-21.jpg

 

Olá a todos!
 
Pensavam que eu tinha falecido devido ao frio? Pelo contrário! Nunca me senti tão vivo!
É quase como despojar-me da roupa e atirar-me de peito para cima da prateleira de pioneses da Stapples!
No entanto não aconselho, já que pioneses no peito é bem pior do que ter um peito peludo, capaz de envergonhar um urso pardo.
E aproveito para desejar um bom Ano a todos!
 
Mas enfim, passando à frente das parvoíces, mas nunca tirando o pé do acelerador da demência verbal, cá vamos nós em direcção a mais um texto parvo.
 
Gostava de pedir a quem controla o tempo, que pare com esta coisa de nos "apedrejar directamente na fronha" com frio e temperaturas extremas. Já basta o sofrimento causado pelo nosso governo, e inércia do nosso povo, ainda que se queiram manifestar munidos de coletes amarelos. Isto no caso de 2 ou 3 indivíduos proactivos. Tirando esses, toda a população veste apenas cores garridas em jogos de futebol, ou no caso de participarem em marchas de orgulho... Ainda estou para perceber o porquê deste nome. Tenho orgulho no que sou e não vou para a rua marchar.
 
Devo dizer que nos últimos dias ponderei que urinar-me todo seria uma boa opção, não fosse apenas uma coisa temporária, já que com o frio que está rapidamente voltava ao mesmo ou pior. Também pensei em imolar-me, mas ao preço que está a gasolina era complicado comprar o suficiente para pegar fogo a mim próprio. E certamente há-de haver um imposto novo para quem se quer imolar. Desisti.
Arranjar lenha ainda foi a hipótese mais viável, mas comprei tofú em vez de acendalhas... Modas culinárias que apenas servem para nos arruinar os planos... Enfim.
 
Queria também pedir aos cérebros da loiça sanitária, que começassem a vender em massa loiça aquecida, já que a tarefa de arrear a roupa e encostar a pele no trono, é tarefa para aplaudir em pé.
Há uns dias quando vi o primeiro mergulho do ano em Carcavelos, pensei que aquela gente é maluca, mas não imaginam o sofrimento que provoca a água no meu bidé! Há pontapés nos testículos bem mais meiguinhos!
 
Despeço-me de vós com o apelo a uma manifestação contra São Pedro... Acho que não anda a atingir os objectivos e a clientela está insatisfeita.
 
Bem hajam e tentem manter-se longe de icebergs!