Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensador

Pensador

Bullying Telefónico

2017-02-22-11-04-00.jpg

Olá a todos! Desenterro assim, um texto já com uns tempos. Desta vez trago um tema que presumo que afecte grande parte da população nacional, a menos que sejam desligados de tudo o que são comunicações e vivam nas montanhas... Palito e Pedro Dias, nada contra vocês ok? Quem nunca recebeu um contacto destas pessoas? Quem nunca teve de ser chatear com estes telefonemas? Quem nunca pediu que não voltassem a ligar e ver o pedido respeitado? Pois... Já sucedeu a todos. Uma das coisas que origina certamente este nível de serviço, prende-se com os salários. Trata-se de grande parte das vezes de trabalho precário, o que faz com que os funcionários sejam autênticos "pitbulls" ao telefone, com todo o respeito pelas criaturas de quatro patas. Também eu sentiria o mesmo e agiria da mesma forma, se recebesse o que vocês recebem. Respeito-vos mas em parte apenas. Quando digo "Não me voltem a ligar", espero ver atendido o pedido, a menos que tenham um fortuna livre de impostos para me oferecer. E acerca disso, tenho grandes dúvidas. A menos que todos os que trabalham nestes serviços sofram de amnésia crónica, não existe qualquer desculpa. Insistem mesmo que não queiramos o produto, e caso já o tenhamos, perguntam se não queremos outro. Resumindo, oferecem o que temos que é muito bom, quando dizemos que temos o mesmo passa a ser uma miséria e nada como ter um outro... Esse sim, espectacular... Deve ser especial, para pessoas especiais e impingidos por pessoas com uma inteligência muito peculiar. Uma das coisas que acho curioso, é que as formações devem consistir em viver um mês como macacos. Só assim penso ser possível atingir o grau de civismo e simpatia que estes telefonemas apresentam. Mais uma vez peço desculpa aos primatas. Mas tenho de dar a mão à palmatória numa coisa... Podem ter todos os defeitos, mas nem o CSI faz o que estes senhores fazem... Podemos mudar de número de telefone, de morada, de país... Mas eles encontram-nos sempre. Acho que nem na Malásia estávamos livres! Olhem para o meu irmão do coiso lá da Coreia! Aquele do penteado engraçado para levar umas belinhas bem assentes! Aquilo não foi assassinato, aquilo foi gente do Telemarketing! Bem hajam e vejam-se livres dos telefones modernos, usem antes os de caixinhas de iogurte!