Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pensador

Pensador

Star Wars... O Resumo

2017-06-05-14-50-37.jpg

 

Olá a todos!
 
Este texto é para quem não percebe nem sabe o que é a Guerra das Estrelas! Mas também para que os que sabem, percebam melhor ainda a história deste clássico do cinema. Muito resumidamente claro. 
 
Esta mítica saga, conta a história de um pai que tem a mania que é um metaleiro futurista, asmático e progenitor ausente, e das peripécias desde a sua infância. Supostamente, ter-se-á tornado mau, mas isso poderão vocês avaliar depois de lerem esta breve explicação. 
Como eu vos estava a contar, esta é a história de um pai ausente que despreza os filhos quase toda uma vida, e que tem a mania que manda em tudo e todos. Sede de poder é uma coisa tramada... Pelo que sei, o homem até gostava dos filhos e presumo que umas das razões deste poder, seria dar uma boa vida aos catraios. Mas alguma coisa correu mal e para todos os lados. 
 
Antes de continuar, gostaria de dizer que este pai, que tem doenças graves ao nível respiratório, também foi desprezado pelos filhos... Nunca o ajudaram em nada... Nunca um dos filhos lhe perguntou "Queres que vá à farmácia comprar uma bomba papá?". São faltas de carinho assim que promovem o afastamento entre familiares. E olhem na merda que deu! Destruíram-se planetas! Foram feitas batalhas armadas com lâmpadas fluorescentes! Nem usaram económicas! Um crime...
 
A filha Leia, sempre com a mania das grandezas diz ser uma princesa e penteia-se imitando ferrolhos de portas de uma quinta, dá-se com ursos anões que comunicam através de gargarejos, o que para além de indicar aqui um distúrbio mental, mostra que os pobres animais andam mal da garganta. Abrindo um parêntesis, peço que não deixem animais brincar com armas... Dá sempre asneira! 
Depois temos o filho Luke, que para além de ser viciado em brincadeiras com robôs e de ter um robô dourado com andar à maricas, ainda tem um outro em forma de vibrador gigante que emite apitos a fazer lembrar os antigos NOKIA. Luke também se veste de branco, coisa só admitida ao Roberto Leal, e tem como grande amigo um homem de meia idade (o que nos levaria a outros raciocínios) cujo animal de estimação é um urso que zurra, como se estivesse a ser sodomizado por um elefante abonado. 
Isto já para não falar do professor anão verde que inverte a sequência de palavras nas frases. Ainda eu me queixava de ter tido uma professora que tinha os olhos tortos... Mas tortos ao nível de olhar fixamente, para os dois sentidos de rodagem da Avenida da Liberdade.
 
Nunca vi ninguém a abordar o assunto, pois realmente esta história emociona os atrasados mentais da tecnologia e dos efeitos especiais (atenção que me insiro neste grupo parcialmente), mas deve ter havido muito consumo de droga no seio desta família! Até mesmo por parte do pobre pai, pois aquele máscara parece um aspirador industrial. 
No meio de tudo isto alguém consegue perceber a ausência deste pai? Sejam honestos, e vejam que este senhor até poderá ter sido a vítima. 
Toda esta história dava uma bola novela da TVI. A Rita Pereira faria parte obviamente do elenco, mas presumo que faria tudo para ficar com o papel do urso que zurra por ser sodomizado. Isto até nos poderia levar à orientação ocular da Rita, mas isto seria já motivo de outra análise. Nunca podemos esquecer a famosa tropa de homenzinhos brancos, os Stormtroopers, que como se pode ver ao longo da saga são uns inúteis... Parecem ser tão frágeis que um balde de água em cima, seria o suficiente para dizimar um batalhão inteiro!
 
Aproveitem e vejam o próximo filme da saga, que deverá sair em 2050, e que terá como vilã uma minhoca paralítica que queria conquistar todas as hortas urbanas à beira do IC19, por ter perdido os filhotes para isco de pesca desportiva.
 
Peço que, no caso de terem problemas familiares, não façam o mesmo. Façam a Guerra só em casa... Não é preciso globalizarem e arrasarem todo o Universo. Isso é vedetismo! Como podem ver, toda esta saga retrata uma família descompensada, coisa facilmente resolvida com terapia familiar, mas preferem fazer fortuna com filmes, deixando por resolver os assuntos e continuando todos de costas voltadas... Pensem nisto.
 
Bem hajam!

 

Aliens à Padeirada

2016-04-04-11-41-38.jpg

 
Olá a todos!
 
Mais uma opinião estúpida deste vosso amigo! Pois é… 
É com imensa pena que digo que, o cinema português continua sem atingir a qualidade que vemos no estrangeiro. Ainda assim, melhoramos a cada ano que passa. No entanto, deixo aqui uma ideia que poderá vingar. 
Estamos numa época em que, está na moda fazer remakes de sucessos, sobretudo dos anos 80. A minha ideia é mesmo essa, pegar num sucesso de bilheteira e refazê-lo, adaptando-o à nossa realidade e história. 
E perguntam vocês mas que raio estou eu para aqui a dizer? Não sei, mas como tomei os medicamentos em jejum, “bateram” mais! 
Mas retomando a conversa parva, sugiro que se faça um remake desse filme chamado “Aliens”. 
No papel das simpáticas criaturas teremos todos os elementos da Assembleia da República e Governo, acompanhados pelo corpo da Troika. 
Já o papel de raínha dos “monstros” teríamos como não podia deixar de ser, a besta nazi, Angela Merkl! 
No papel dos coitados dos humanos, soldados ou não, teríamos o povo português liderado pela Padeira de Aljubarrota, que faria de Ripley. 
Para quem quiser continuar a ler este texto, é favor enviar-me mail a solicitar o NIB, que tudo gratuito não pode ser!
 
Bem hajam!

 

Óscares 2012

2016-06-02-10-49-07.jpg

Olá a todos!
 
E para ser original venho falar-vos dos Óscares! Aposto que  ninguém hoje fala disto, até porque vos trago o relato da cerimónia de 2012!
Espero que esteja do vosso agrado, e se não estiver, não desesperem. Ainda tenho muita estupidez para verbalizar. 
 
Antes de mais gostaria de mostrar a minha admiração por um boneco tão viril, ainda que se vista sempre de dourado. Depois gostaria de dizer que reparei que a passadeira vermelha não era nova. Acho que foi a usada na festa do Avante do ano passado. Já agora, e porque acho que a passadeira podia ser mais animada até porque é vermelha, podiam soltar ali um toiro... Ou o Dioguinho! Já se metessem a Fanny, vestida pela Autoeuropa, não ia caber ali muito mais gente. No entanto e caso ela fosse convidada, não seria certamente para os Óscares, mas para uma versão portuguesa chamada... Hmmm... Sei lá... Os Manéis por exemplo! E a passadeira havia de ser mais vermelha ainda, por culpa das nódoas de vinho.
Acho também curioso a cerimónia ser no Teatro Kodak, uma marca infelizmente falida, mas assim se vê como vai o Mundo económico. Falando das estrelas que desfilaram pela passadeira, o Brad Pitt ia tão apresentável que me pareceu ouvir a voz histérica do Goucha nos estúdios da TVI. O que ele disse não posso reproduzir, mas pelo que sei terá rebentado vários plasmas com as costas, para os lados de Queluz de Baixo. Já a Angelina Jolie, de tão elegante que está, faz parecer obeso qualquer etíope! Pareceu-me inclusivamente, ouvir assobiar, de cada vez que o Brad respirava para cima dela. A Sandra Bullock, de tão simples que ia vestida, parecia que ia para uma reunião da Oriflame.
Gostei bastante de ouvir a senhora que fez a crítica de moda. Fez-me lembrar o Cláudio Ramos, mas muito mais masculina! Brian Grazer, o produtor desta cerimónia única, a avaliar pelo penteado, seria um dos vizinhos da nossa Sónia Brazão, quando ela decidiu ajudá-los a mudar de casa. 
Bem... E isto é o fundamental da cerimónia, já que os filmes em si pouco interessam... E até porque não houve nenhuma surpresa. 
Mais uma vez se comprova que Portugal é um país tecnologicamente vanguardista! Andamos nós preocupados com a TDT, e o filme que mais galardoado é mudo e a preto e branco!
Enfim... Modas vanguardistas apenas para poupar tostões.
 
Bem hajam!