Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensador

Pensador

Vida Depois de Falecer

2016-03-17-10-41-11.jpg

Olá a todos! Há dúvidas que eu continuo a ter quando vejo filmes acerca de espíritos. Dúvida essa que se calhar vocês também têm, e para a qual presumo ter encontrado a resposta. Porque é que se diz sempre para os espíritos procurarem e se dirigirem para a luz? Começo por dizer que à volta da luz deve estar tudo sobrelotado, porque de espíritos a mosquitos, muita coisa fica hipnotizada à volta das lâmpadas. Quase de certeza que há aqui gente metida nisto que, das duas uma: ou trabalha para a EDP ou tem algum “tacho” na fornecedora nacional de energia. É que os lucros nunca são demais... Como a EDP coitadinha, anda com falta de capital, arranjam mais uma desculpa para maior facturação. Dito isto, passa a fazer sentido haver a cobrança da taxa audiovisual nas facturas da EDP, por parte dos cemitérios. Com tantos inquilinos faz-se uma “vaquinha” e, divide-se a despesa por todos. Se alguém vier com a desculpa de que estão mortos e não há dinheiro sabem o que se diz? Pois... É que com as alterações às idades da reforma que se tem feito, isso não é desculpa para ninguém vivo ou mesmo morto. Como se costuma dizer: “Estão a fazer tijolo”... Lá está! Está a fazer alguma coisa, então que descontem como toda a gente séria! Acho mal. Falecer não é razão para não fazer nenhum, e se fazem, que paguem impostos... Vão mas é trabalhar malandros! Toca a mexer! Bem hajam!