Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pensador

Pensador

Virtude no Meio... O Tanas

2017-04-06-11-33-12.jpg

Olá a todos!
 
Que existem ditados parvos, já todos nós sabemos... O que muitas vezes acontece, é que não nos debruçamos sobre esta temática. Vejamos... "No meio está a virtude"... O que se passa com quem se lembrou disto, é que a indecisão faz parte da sua vida, e arriscar não está nos planos de quem prefere o conforto de um mais ou menos... Para quê um copo meio cheio ou vazio, se o importante é haver copo não importa a quantidade de água? Depois destes raciocínios dignos dos livros de Filosofia, vamos então ao que realmente interessa. O trânsito que nos assola diariamente nas estradas que cruzam o nosso país.
 
Quem nunca fez uma viagem de três horas, sem sair da faixa central que atire a primeira pedra... Mas que a atire com toda a força, à "focinheira" de quem o faz diariamente! Não é por uma vez ou outra fazermos isso, que vem mal ao mundo obviamente. O verdadeiro problema, está nas pessoas que têm a seguinte postura ao volante: 
 
- Entrar no carro, não sem antes sacudir os tapetes, para não passar detritos para a sola dos "penantes";  
- Ajustar o espelho retrovisor, mesmo que este tenha sido ajustado após a última viagem, antes de se trancar o carro;  
- Ajustar a distância do banco aos pedais, de forma a encostar o peito ao volante e pensar que a buzinadela que entretanto acontece, é por contentamento do carro, e não por se ser uma besta merecedora de levar uma galheta já que se encostou a barriga ao volante;  
- Colocar o cinto de segurança antes de meter o carro a trabalhar, já que o solavanco do motor de arranque pode provocar uma deslocação na retina;  
- Depois de alguns minutos com o carro a trabalhar, já que o mecânico do bairro disse que isso seria o ideal, iniciar a marcha em velocidade moderada... Nunca superior a 20 Km/h;  
- Na aproximação a vias tais como IC´s ou IP´s, acelerar para os 30 Km/h, evitando manter-se muito tempo na faixa do lado direito. Neste momento ressalva-se que a besta normalmente pensa que as buzinadelas que ouve são para o congratular por acto tão corajoso como mudar de faixa evitando provocar acidentes;  
- Até ao destino desejado, manter a marcha na mesma faixa a uma velocidade nunca superior a 50 Km/h, aproveitando para observar a paisagem, as buzinadelas, ameaças, ofensas... É aqui que a besta se sente no auge da sua virilidade... Nada o atinge;  
- Chegar ao destino, e verificar travões, óleo, espelhos e nunca abandonar o veículo sem limpar o pó gerado pela marcha desenfreada de outros condutores ofensivos.  
 
Pois é caros amigos... Quem nunca apanhou uma pessoa assim ao volante que entre em contacto com as cadeias televisivas, pois será digno que reportagem alargada! Queria no entanto dizer-vos uma situação que também não se aconselha. Se calhar pior do que indivíduos destes ao volante, só mesmo aqueles que baseiam a sua condução nos primeiros jogos electrónicos portáteis. Para os que não se lembram, eram umas maquinetas que tinham jogos em que se andava para a esquerda e direita apenas, onde o objectivo era não bater contra algo... Juntando estes condutores aos primeiros, eram metê-los numa Bimby e fazer uma Bolonhesa!
 
Bem hajam e conduzam como gente civilizada... Apedrejando os que assim não o fizerem!